OUTROS




11- Não sinto benefícios evidentes com o passe que recebo no centro aqui em Lisboa. Existem divergências que separam os trabalhadores em dois ''partidos'', o que me deixa confusa e perturbada. Não me sinto bem como no início. Comecei a ser olhada de modo diferente, por um dos grupos, desde que recebi o apoio duma trabalhadora, a pessoa que me deu conhecimento do Geeak de Coimbra. Tudo isto é contrário à Doutrina. Estou confusa.

Resposta: As brigas e intrigas internas que permeiam os movimentos religiosos sempre depõem negativamente contra a essência delas. No meio espírita infelizmente tem-se optado por "seguir correntes" no lugar de se seguir Jesus e Kardec. Infelizmente, o orgulho e a vaidade de muitos terminam por ofuscar o brilho da límpida Doutrina Espírita. O que fazer? Sermos melhores e fazermos a diferença para melhor, senão eles contaminarão absolutamente tudo.




10- Umas pessoas me procuram dizendo que querem saber o que e como ando fazendo, mas para mim fica claro que elas querem me desviar a atenção e não buscam o que dizem...

Resposta: Jesus já nos disse: melhor fazer um cego que quer ver ver do que tentar com 10 que não querem ver. Tens muito a quem ajudar, daí não ser produtivo gastar demasiada energia com quem não tem interesse.




59- Quais os cuidados que um magnetizador, que trabalha com TDM, deve tomar quando atuar num trabalho espiritual aplicando um passe de Choque Anímico(CH)?

Resposta: Novamente deixo claro não ter afinidade com a técnica referida, mas posso adiantar que um bom magnetizador, seja de que técnica ou "linha" se utilize, deve procurar manter-se no melhor equilíbrio físico e psíquico possível, sem abrir mão de sua vontade de ajudar, de sua preparação espiritual e do sentido de tudo observar para aproveitar o máximo do que vier a fazer em bem do próximo.




09- Estou com umas dúvidas: nós podemos usar o magnetismo para ajudar nos tratamentos de animais?

Resposta: Passes em animais ainda é algo indefinido em Magnetismo. Alguns magnetizadores do passado conseguiam resultados excelentes; Allan Kardec faz referência a um grande magnetizador que, tentando curar seu cão, matou-o. E isso se verifica até hoje, inclusive em se tratando de influências sobre plantas. Portanto deve haver algo no magnetismo humano que conflita com o magnetismo dos animais e das plantas, mas existem magnetizadores que conseguem transmitir um outro tipo de fluidos ou energia que funciona positivamente. O que dispara um ou outro tipo de energia me é desconhecido, portanto, quem queira intervir nos animais e nas plantas deve ir com cuidado para não precipitar resultados negativos.




09a- As plantas medicinais que se usam nos tratamentos espirituais também têm alguma espécie de magnetismo?

Resposta: As plantas usadas medicinalmente devem ter sim energias positivas nas terapias, mas não sendo esse o meu foco de estudos, não posso dizer grandes coisas a respeito




09b- As frequências musicais de compositores clássicos como Beethoven e Mozart têm algo relacionado às curas, como vários artigos científicos já demonstraram, inclusive tem um recentemente publicado que mostra que a 5ª sinfonia de Beethoven eliminou 20% de um tumor maligno. A questão que todos os pesquisadores dessa área fazem é: como essas músicas conseguem isso? A vibração resultante na combinação musical é resultado do magnetismo do compositor ou é a combinação das notas que alcança um patamar desconhecido para nós, que interage nas células?

Resposta: A música, de forma geral, gera padrões harmônicos ou desarmônicos, a depender de sua própria essência. É dito e sabido que as músicas clássicas, especialmente as mais refinadas e suaves, propiciam sim campos revigorantes e felizes, o que deve influir diretamente nas ações magnéticas. Tanto que Mesmer, em sua oficina de trabalho, contava sempre com a presença de bons músicos (incluindo Mozart e srta. Paradis).




08- Em 2012, minha mãe descobriu um canal de TV em que todo dia de manhã passa a uma novena. Ela assiste e segue as instruções do Padre que dá as orientações. Em um determinado momento, ele orienta a colocar um copo de água, estender as mãos sobre ela e fazer as preces; sendo que ele também estende as mãos e ora. Minha mãe tem feito isso. Porém, hoje de manhã eu a vi estender as mãos sobre a água e orar. Eu estava refletindo melhor e pensei que isso pode não estar sendo bom para ela, pois se ela não está bem de saúde, como ela mesma pode magnetizar a água que ela vai beber? Será que o magnetismo ali depositado está saudável? Será que o magnetismo ali depositado não está impregnado de energias ruins?

Resposta: Olha, a prática em si não está equivocada nem os fluidos dela mesma para ela mesma não são ruins. Dificilmente esse procedimento a contaminará, pois além da energética lhe ser peculiar, o fator fé com que ela o faz certamente disporá na água uma frequência de harmonia. Mesmo sabendo que o ideal na magnetização da água é que quem a faça esteja sabendo o quê e como melhor fazer, não deves privá-la disso, pois seu estado emocional de fé pode lhe ser muito benéfico.




07- Estou com uma dúvida e quero saber se tem fundamento o que eu escutei a respeito de colocar o esparadrapo no umbigo, principalmente por aqueles que trabalham em um consultório médico, escolas, lugar onde transitam muitas pessoas e o ambiente muitas vezes é carregado. Não sei explicar e nem sei se funciona, mas tenho uma amiga que faz isso e disse que sente diferença quando esquece de por o esparadrapo.

Resposta: Não vejo qualquer lógica ou fundamento para o esparadrapo tal como questionaste. Caso alguém tenha uma base para explicar isso deverá - a bem da verdade - torná-la pública. O fato da sua amiga sentir-se diferente quando esquece de por o esparadrapo pode muito facilmente ser explicado como fruto de condicionamento psicológico. A fim de pedir que mais pessoas se pronunciem sobre o que acham a respeito disso, transcreverei esta pergunta e respectiva resposta em meu site (www.jacobmelo.com) na coluna "Jacob Melo Responde".




06- Soube, estarrecido, que no Rio o índice de crianças se suicidando é alarmante, mas parece não ser permitido se divulgar isso. O que me dizes?

Resposta: Dados sobre Suicídio. Isso sempre, SEMPRE mesmo, é manipulado. O suicídio é algo tão degradante que todo mundo – sejam pessoas, famílias, grupos, sociedades, cidades, países, políticos, polícias, religiões, enfim, todos -- quer esconder, omitir, negar, não divulgar, minimizar, falsear... O que ocorre é um fato cruel: o suicídio é reconhecido, ainda que de forma íntima, um verdadeiro atestado, inequívoco e violento, de que não estamos dando contas do que nos compete. É uma confirmação do desvalor que temos dado às criaturas, à vida. Agora imaginemos quando o suicídio ocorre envolvendo a infância! As mães, que já se sentem irremediavelmente culpadas, cairão em desespero se a sociedade souber a causa da morte de seu filho pequeno; os pais, como a fugir das co-responsabilidades intrínsecas e intransferíveis, acusarão ainda mais o feminismo, ali tentando descarregar suas fraquezas; os governos, por não terem a quem transferir as responsabilidades, usam do ‘jeitinho’ para maquiar números; e as religiões, muits vezes distantes das bases de amor e solidariedade, não saberão explicar 'por onde anda Deus'. Fato é que o problema existe, é grave e praticamente ninguém toma providências. E saberemos a razão 'fisiológica ou patológica' disso??? Exatamente: a depressão, a depressão se apresentando em suas faces cruéis. E as Casas Espíritas continuam esquecendo que Allan Kardec nos advertiu para não nos afastarmos do Magnetismo. Fazer o quê?!?!?! Mais do que nunca descruzemos os braços, abramos mente e coração e ajamos com mais eficiência “enquanto é tempo”.




05- Qual a sua opinião sobre o uso da cromoterapia junto ao magnetismo? Se for a favor, a aplicação das cores nos centros de forças deverá respeitar a cor de cada um deles ou se aplica a cor na grande corrente de acordo com o diagnóstivo do integrante e tudo bem?

Resposta: Embora eu respeite tudo o que as pessoas e os estudiosos apresentem como bom, especialmente aquilo que é confirmado como tal, não tenho como examinar e aplicar tudo e ter opinião concreta sobre todas as terapias. Certamente que a cromoterapia tem seus valores, muito embora eu acredite que muito melhor do que projetar uma cor que signifique um sentimento o ideal é emitir a vibração do que se sente de fato, com o direcionamento para o melhor e dentro de todas as melhores possibilidades de qualquer um. Por isso, em vez de projetar uma onda de tal cor ou emitir mentalmente tal tipo de onda ou frequência de cor, prefiro pensar na saúde e no que eu posso mandar como fluido para a ajuda direta e efetiva. Isto não descarta que se possa fazer uso das cores, embora eu não me utilize delas nos tratamentos magnéticos que oriento. Desculpe se não posso ajudá-la melhor em sua dúvida, mas é isso o que penso e faço nesse quesito.




04- Não foi a toa que Mesmer trouxe o Magnetismo ao planeta e se foi tão combatido é porque afetava muitos interesses e comprometia muitos assuntos já muito estabelecidos, mas temos que estudar sem preconceito, inclusive os assuntos relacionados. Você já ouviu falar de Mantak Chia?

Resposta: Ainda não conhecia o Mantak Chia. Fui à internet e li rapidamente o que encontrei. É bem visível que as práticas ali ensinadas são uma espécie de fusão entre práticas orientais com o que se estuda hoje por nossas bandas. Deve haver grandes vínculos entre tudo isso e o Magnetismo de Mesmer, mas a superficialidade do que li não me permite apontá-los, todavia acredito seja interessante ler e conhecer mais. Mais uma vez a saberia paulina se aplica: ler tudo e reter o que for bom. O espírita é mente aberta e, se não for, deve sê-lo. Isto, entretanto, não pode ser usado como justificativa para não termos foco, objetivo e saber selecionar, pois a cada dia surgem mais e novas literaturas, escolas, teorias de forma que é impossível se ver, se estudar, se analisar e se saber tudo.




03- Não teria chegado a hora do Magnetismo trilhar seu caminho como ciência autônoma?

Resposta: Primeiro que tudo, uma constatação: o movimento espírita precisa se mover urgentemente nessa direção: a do Espiritismo. O Magnetismo surgiu dando o suporte de partida a essa abençoada Doutrina e jamais deveria ter sido deixado de lado. Sem o Magnetismo o Espiritismo perdeu sua vertente científica. Os homens que definiam o que se esperar do Espiritismo se encarregaram de dizer que as reuniões mediúnicas são a essência da ciência espírita e então, crédulos em excesso, caímos todos no engodo. Reunião mediúnica pode e até deve ser aproveitada como ferramenta de pesquisa, mas ela, por si só, em tese é apenas uma oportunidade de exercitarmos diálogos com o mundo espiritual, muitas vezes até sem muita razão de ser, já que o magnetismo, que deveria ali ser largamente empregado, fica resumido ao mínimo que um simples passe "comum" pode fazer. Perguntas se não é hora do Magnetismo seguir seu caminho sozinho. Digo que é hora do Magnetismo seguir adiante, seja só, acompanhado do Espiritismo ou de quem quer que seja, pois abrir mão deste é trocarmos o grande medicamento que Deus deu a todos pelas químicas que geram dependências, oneram financeiramente, enriquecem poucos, geram colateralidade nociva e nem sempre curam na origem. Não sei se tens recebido o jornal Vórtice em dia, mas quero te lembrar que ele sai bem rapidinho na minha página (www.jacobmelo.com) e que se te cadastrares lá (é grátis e não gera nenhum tipo de ônus) serás informado sempre que houver artigos ou novidades interessantes. E no meu site encontrarás meu último artigo da série que mencionaste (Analisando o atual momento espírita), o qual, de certa forma, complementa o que falei no seminário de Aracaju que participaste.




02- Qual o seu entendimento com referência à matéria ventilada no Jornal Mundo Espirita Online (http://www.mundoespirita.com.br/index.php?act=conteudo&conteudo=2627), atribuída a Divaldo Pereira Franco, sobre Apometria, Corrente magnética e Cromoterapia não são práticas Espíritas.

Resposta: Obrigado por me enviar a entrevista (em anexo) e pedir minha opinião. Embora concorde com as respostas da entrevista, alguns pontos vejo-os exagerados. Nem todos apômetras (seguidores da Apometria) procedem como ali está apresentado. Conheço alguns adeptos desse seguimento com comportamentos bastante equilibrados e muito distantes desses métodos “expurgatórios ou de eliminação” ventilados na entrevista. Todavia não somos ingênuos para não ver que outros, inclusive nomes de frente da tese apométrica, estimulam e até parece se deliciarem com a hipótese de poderem chegar até à desintegração do ser espiritual -- completa aberração em qualquer doutrina, muito mais ainda na Espírita. Também não vejo como considerar que a apometria seja algo além do Espiritismo nem que ela evidencie que Allan Kardec e sua obra estejam superados. Isto, entretanto, nos leva a refletir sobre um outro aspecto forte a ser considerado -- antes, porém, quero deixar liminarmente claro que não sou a favor da apometria como um todo, não a apoio como sendo uma prática eminentemente espírita, nem a considero nem além nem aquem da Doutrina Espírita; tenho essa postura exatamente por conta de como ela surgiu, como seu "fundador" a alimentava, por ela se conduzir de forma confusa em suas práticas e como vários de seus seguidores a mantêm --; a questão é: por que surgiu a apometria? A resposta nos faz sentir violento peso nos ombros; surgiu porque nós, OS ESPÍRITAS, deixamos de lado os estudos do Magnetismo e do Sonambulismo, ambos estimulados para que os estudássemos e aplicássemos, por ninguém menos que Allan Kardec e os Espíritos da Codificação Espírita. Nosso descaso para com esses estudos e suas pesquisas deu largo espaço para que essas tentativas de se usar essa base chegassem aonde estão chegando. Se os apômetras estão equivocados, de certa forma todos os que nos descuidamos da verdadeira Base Espírita somos os responsáveis diretos. Também não acho que quem queira ser apômetra deva se afastar do Espiritismo; penso diferente. Se você está em equívoco devo usar de minha "sabedoria" para ajudá-lo, pois isso não conseguirei favorecendo ao seu afastamento e sim patrocinando nosso convívio, convidando-o à análise próxima, à conversa aberta, tantas vezes sejam necessárias. Afastar ou afastarmo-nos não resolve e também tudo piora. Como dito, há mais sabedoria em amar do que em dividir sob forma preconceituosa. Se na Casa não cabe poderes divididos, é na Casa que se rearmoniza os interesses pela força do Bem. Quanto às demais colocações o entrevistado não comentou em profundidade, apenas disse que não são práticas espíritas. Ele está correto, embora que dentro de uma certa relatividade. Os cristais, as pirâmides, a cromoterapia e tantas outras correntes paralelas ou similares não fazem mesmo parte do bojo espírita, o que indica não ser prudente deixar ou favorecer a que o público confunda tudo isso como Espiritismo, mas também não podemos negar que muitas coisas têm seus valores e que podem, em seus devidos lugares e assentos, serem muito bem empregadas. Afinal, não ser Espírita não significa dizer não ter valor. Por fim, as correntes magnéticas viraram sinônimo de muitas coisas, cabendo interpretações as mais diversas. Por isso mesmo me abstenho de comentar. Eu sou estudante, estudioso, praticante e pesquisador do Magnetismo, tal como sugeriu Allan Kardec e os próprios Espíritos da base espírita; ainda assim tem quem me acuse de não ser espírita. Portanto, prefiro ser rigoroso comigo mesmo e deixo o tempo promover os ajustes em cada um de nós. Só sei que isso ocorre sempre de maneira mais rápida, segura e sustentável em quem tem "mente e coração abertos". Por isso procuro manter os meus sem quaisquer travas. Receba meu abraço, com votos de que tudo seja promissor em nossa seara bendita.




01- Não sinto que meu Anjo da Guarda me dê respostas quando preciso...

Resposta: Respondo com outra pergunta: nosso Anjo de Guarda não nos responde ou nós não o ouvimos? As respostas de Deus são particulares ou estão na Natureza, nas coisas, nos acontecimentos? Quando Jesus nos pediu para termos ouvidos de ouvir era porque somos surdos ou porque não queremos ouvir? Pense nisso com o coração aberto e perceberás que teu anjo da guarda te responde sempre.